D – Biblioteca Domínio Publico

29 09 2010

D. Benedita -Machado de Assis

D. Jucunda -Machado de Assis

D. Mônica -Machado de Assis

D. Paula -Machado de Assis

D. Paula -Machado de Assis

D. Pedro -Alexandre Herculano

Da Literatura fantástica (teorias e contos) -Marcio Cícero de Sá

Da mais alta janela da minha casa -Alberto Caeiro

Da mia senhor que eu servi -Dom Dinis

Da minha aldeia vejo quanto a terra -Alberto Caeiro

Dadá -Auta de Souza

Dalila -Antônio Frederico de Castro Alves

De cerúleo gabão não bem coberto -Manuel Maria de Barbosa du Bocage

De Cima para Baixo -Artur Azevedo

De Jerssey a Granville -Alexandre Herculano

De Joán Bol’and’eu maravilhado -Dom Dinis

De joelhos -Auta de Souza

De joelhos -Casimiro de Abreu

De Longe -Auta de Souza

De longe vejo passar no rio um navio -Alberto Caeiro

De mi vós fazerdes, senhor -Dom Dinis

De morrerdes por mi gram dereit’é -Dom Dinis

De muitas coitas, senhor, que levei -Dom Dinis

De que morredes, filha, a do corpo velido? -Dom Dinis

Decadência de dois grandes homens -Machado de Assis

Décima -Frei Caneca

Deito-me ao comprido na erva -Alberto Caeiro

Demônios -Aluísio Azevedo

Dentro da noite -João do Rio

Denúncia Involuntária -Artur Azevedo

Desalento -Auta de Souza

Desconexo desejo -Hilário Pio

Descrição da Ilha de Itaparica -Frei Manuel de Santa Maria Itaparica

Desencantos -Machado de Assis

Desespero -Antônio Frederico de Castro Alves

Despertar -Hermes Fontes

Deste modo ou daquele modo -Alberto Caeiro

Deus! -Casimiro de Abreu

Deveres do Homem -Ferdinando Medici

Diálogo dos ecos -Antônio Frederico de Castro Alves

Diálogos das Grandezas do Brasil -Izaak Walton

Diana -Machado de Assis

Diário íntimo -Afonso Henriques de Lima Barreto

Dias de guerra e de sertão -Visconde de Taunay

Dirceu de Marília -Joaquim Norberto de Souza e Silva

Discurso de Posse na ABL -Emílio de Menezes

Discurso sobre a História da Literatura do Brasil -Domingos Gonçalves de Magalhães

Discursos (obras completas) -Tobias Barreto de Menezes

Dispersão -Mário de Sá-Carneiro

Diss´a fremosa en Bonaval assí -Bernardo de Bonaval

Disse-m’hoj’un cavaleiro -Dom Dinis

Diva -José de Alencar

Diva -José de Alencar

Dívida Extinta -Machado de Assis

Dizede por Deus amigo -Dom Dinis

Dizem que em cada coisa uma coisa oculta mora -Alberto Caeiro

Dizes-me: tu és mais alguma cousa -Alberto Caeiro

Dizia la fremozinha -Afonso Sanches

Do Livro do Desassossego -Fernando Pessoa

Doente -Auta de Souza

Dois proveitos em um saco -França Júnior

Dolores -Auta de Souza

Dom Casmurro -Machado de Assis

Dom Casmurro -Machado de Assis

Dom Casmurro -Machado de Assis

Don Quixote. Vol. 1 -Miguel de Cervantes Saavedra

Don Quixote. Vol. 2 -Miguel de Cervantes Saavedra

Dona Eulália -Artur Azevedo

Dona Guidinha do Poço -Manuel de Oliveira Paiva

Dona Guidinha do Poço -Manuel de Oliveira Paiva

Dores -Casimiro de Abreu

Dos que ora son na hoste -Dom Dinis

Duas Apostas -Artur Azevedo

Duas Juízas -Machado de Assis


Ações

Information

One response

29 09 2010
Biblioteca Digital – Domínio Público « PALAVRAS RABISCADAS

[…] –  B –  C –  D –  E –  F –  G – H – I – J – L – M – N – O – P –  Q –  R –  S – T […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: