Envelhecer

4 09 2014

teresa-de-calcuta

envelhecer, quem sabe
não seja assim tão desastroso
me interessa perder esta ansiedade
me atrai ser atraente mais tarde
um pouco mais de idade, que importa
envelhecer, quem sabe
não seja assim tão só

Martha Medeiros





Palavra Por Palavra

29 08 2014

tumblr_n8

“…e escreveu o poema como lhe veio, palavra por palavra. Era como copiar um poema que outra pessoa lhe sussurrasse ao ouvido, mas ainda assim dava toda a atenção às palavras da página. Como nunca tinha escrito um poema daquela forma, num ímpeto de inspiração, de uma só vez, um canto de sua cabeça duvidava da sua qualidade. Mas à medida que os versos se seguiam, um após outro, parecia-lhe que era perfei­to em todos os aspectos, o que fez seu coração feliz bater mais rápido. E as­sim continuou escrevendo quase sem interrupção, deixando espaços apenas aqui e ali para as palavras que não tinha ouvido direito, até ter escrito trinta e quatro versos.”

– Orhan Pamuk in “Neve”




A Hora da Estrela

22 08 2014

12736

(…) Vejo agora que esqueci de dizer que por enquanto nada leio para não contaminar com luxos a simplicidade de minha linguagem. Pois como eu disse a palavra tem que se parecer com a palavra, instrumento meu. Ou não sou um escritor? Na verdade sou mais ator porque, com apenas um modo de pontuar, faço malabarismos de entonação, obrigo o respirar alheio a me acompanhar o texto (…) – Clarice Lispector





Predestinado

5 08 2014

tumblr_lw24p2EFmN1r1ma87o1_500_large

O modo como duas pessoas acabam indo ao mesmo lugar, se encontram no meio de uma multidão, mudam suas vidas e as das pessoas ao seu redor para sempre… faz a gente acreditar no destino. E o destino reveste o amor de um poder maior. Como se ele tivesse sido marcado com um sinal de aprovação vindo lá de cima, se é que você acredita em algo lá em cima. Uma luz verde celestial. Algum significado predestinado. Enfim.

Deb Caletti in “Um Lugar para Ficar”





Florbela Espanca

30 05 2014

tumblr_l

Os livros – é o remédio que eu sempre receito e quase sempre dá um resultado razoável. Ponho em jogo o egoísmo humano, e lembro-me de que sempre há-de consolar a nossa dor o espectáculo da dor dos outros…” ―Florbela Espanca

Frases – http://kdfrases.com





Clarice Lispector

5 05 2014

tumblr_52Pois logo a mim, tão cheia de garras e sonhos, coubera arrancar de seu coração a flecha farpada. De chofre explicava-se para que eu nascera com mão dura, e para que eu nascera sem nojo da dor. Para que te servem essas unhas longas? Para te arranhar de morte e para arrancar os teus espinhos mortais, responde o lobo do homem. Para que te serve essa cruel boca de fome? Para te morder e para soprar a fim de que eu não te doa demais, meu amor, já que tenho que te doer, eu sou o lobo inevitável pois a vida me foi dada. Para que te servem essas mãos que ardem e prendem? Para ficarmos de mãos dadas, pois preciso tanto, tanto, tanto – uivaram os lobos e olharam intimidados as próprias garras antes de se aconchegarem um no outro para amar e dormir. 

(Trecho do conto ‘Os desastres de Sofia’, in “Felicidade Clandestina)





ESPERA – Charles Bukowski

18 03 2014

tumblr_19Esperamos e esperamos. Todos nós. Não saberia o analista que a espera é uma das coisas que faziam as pessoas ficarem loucas? Esperavam para viver, esperavam para morrer. Esperavam para comprar papel higiênico. Esperavam na fila para pegar dinheiro. E, se não tinham dinheiro, precisavam esperar em filas mais longas. A gente tinha de esperar para dormir e esperar para acordar. Tinha de esperar para se casar e para se divorciar. Esperar para comer e esperar para comer de novo. A gente tinha de esperar na sala de espera do analista com um monte de doidos, e começava a pensar se não estava doido também.

Charles Bukowski