PENSAMENTO – Rubem Alves

30 11 2009

“A poesia não é uma expressão do ser do poeta. É uma expressão do não-ser do poeta. O que escrevo não é o que tenho; é o que me falta. Escrevo porque tenho sede e não tenho água. Sou pote. A poesia é água”.

Anúncios

Ações

Information

3 responses

30 11 2009
tejo

Lindo pensamento. Está na linha do que conversamos, Marli: a arte como um complemento do “ser” do poeta (na expressão do Rubem).

1 12 2009
Palavras Rabiscadas

Quando estava lendo alguns pensamentos para selecionar e posta-los, me deparei com este, e logo pensei:

“É isso que eu sempre pensei, então por que não foi eu que escrevi? Eu ia acabar encontrando essas palavras, mas ele escreveu primeiro!” (rs)

Os poetas/escritores transmitem nas palavras aquilo que nós pensamos e sentimos, e que muitas vezes não conseguimos expressa-las, ou encontrar os versos adequados. Talvez podemos até escrever, mas em outras palavras, como você mesmo disse: “ a linha é a mesma do que falamos”, realmente é! Por isso tal identificação.

Por exemplo, um outro pensamento que eu me identifiquei foi o de Machado de Assis: “Versos curam tudo”.

Já tinha dito algo similar aqui, numa réplica em um comentário seu, feito na poesia de Fernando Pessoa. Eu disse: “Eu busco na poesia a cura”. No entanto, ainda não conhecia esse pensamento de Machado, li apenas ontem.

Penso que todos nós passamos pelos mesmos sentimentos, seja os grandes poetas ou o mais simples ser humano na face da terra.

“Busco na poesia a cura, mas se não curar, refugiará”.

*************

RUBEM ALVES usou a figura de “fora para dentro”

POTE (o não ser do poeta – falta)
AGUA (preencher o ser -poesia)

Eu uso a figura de “dentro para fora”

ENCARCERADOS (o não ser do poeta – está aprisionado – pode ser uma ausência, ou um sentimento que já era para ter ido embora e ficou preso, enfim)
LIBERTAÇÃO (vir à tona – vive de forma idealizada ou deixa ir embora – poesia)

Um transbordar em palavras… (um pouco contraditório? Mas há lógica nesses opostos, se é que me entende!) rs

Os sentimentos estão dentro de nós, só que muitas vezes acorrentados, e é a poesia que traz a libertação! Nada do que está fora pode preencher o vazio que está dentro.

Obrigada Tejo…. Abraços.

Marli

1 12 2009
Palavras Rabiscadas

Aproveito para citar um exemplo de ‘Ser do Poeta’ e ‘Não-Ser do Poeta’:

“NELSON RODRIGUES foi considerado o “escritor maldito”, um imoral e charlatão, que dentre seus vários temas fazia apologia contra a mulher, justificando que “Toda mulher gosta de apanhar”, quando na verdade era um homem pacífico, idôneo, de bons costumes e religioso, jamais havia tocado em um fio de cabelo de sua mulher.”

Esse seria o ‘não-ser’ de Nelson Rodrigues.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: