Não Sou Poetisa

NÃO SOU POETISA 

Não sou poetisa, só tentei a alma libertar.
Não tenho versos, partiram em outra missão.
Não foram sós, levaram também a ilusão.

Não sei o que pensar, deixa o tempo passar.
Não há mais delírio, foi-se com a paixão.
Não ouvirei outra vez a voz do coração.

Não tenho motivo para sorrir ou chorar.
Não há mais espaço para a emoção.
Não fantasio, não idealizo, sou razão.

Não suspiro, calou-se, pra quê sonhar?
Não tenho o peito inundado de inspiração.
Não há mais frutos, estou no Sertão.

Não estou triste nem feliz, nada a lamentar.
Não há mais o que dizer, é tudo em vão.
Não tenho a presença nem da solidão.

Marli Savelli

Anúncios
Esse post foi publicado em Meus Rabiscos e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Não Sou Poetisa

  1. Pingback: Não Sou Poetisa « Aquario Literario

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s