Liberta de Ti

24 02 2010

LIBERTA DE TI

Anjo que passeava em meu sonho,
Nosso amor jaz adormecido, sepultado.
O encanto, na lembrança, embalado.
A ilusão rasguei num poema tristonho.

Foste embora causando tempestade.
Ao som da chuva, banhado, consolado.
Retorna como brisa no céu aveludado.
O temporal passou, foi-se o dia, tarde.

Meu sentimento foi lançado ao vento.
Agora já não há mais pranto derramado.
Estou absolvida por um dia tê-lo amado.
No ar, só o balbuciar de um lamento.

Marli Savelli

Anúncios

Ações

Information

One response

9 06 2010
Liberta de Ti « Aquario Literario

[…] Liberta de Ti publicado no Palavras Rabiscadas em 24/02/2010. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: