Gracejo

GRACEJO

Fecho os olhos,
assim te vejo.
Admiro os céus,
ali o seu lampejo.
Em sonhos,
suspirar sem pejo.
Ouvir no coração,
as batidas em festejo.
Cantar meu afeto,
nas notas de solfejo.
Embalar versos,
ao som do arpejo.
Esta poesia,
cantiga de cortejo
.

Marli Savelli

Anúncios
Esse post foi publicado em Meus Rabiscos e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Gracejo

  1. Pingback: Gracejo « Aquario Literario

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s