A Chave de Casa

11 05 2010
 

A CHAVE DE CASA

Vai,  pode ir.
Eu abro a porta para você sair,
vou te deixar partir…
Não importa que rumo tomarás,
à procura de quem irás…

Vai,  pode ir.
Sai em busca de liberdade!
Não olhe para trás, sem saudade…
Não deixe pistas, nem pegadas,
o tempo brevemente apaga…

Vai,  pode ir.
Perca o endereço da residência,
não mande correspondência…
Segue com carinho, devagarinho,
ande de mansinho

Vai,  pode ir…

Marli Savelli


Ações

Information

One response

12 07 2010
A Chave de Casa « Aquario Literario

[…] A Chave de Casa publicado no Palavras Rabiscadas em 11/05/2010 […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: