Eu, 34 Anos

EU, 34 ANOS

Minha vida (tum, tum, tum)
O relógio (tic-tac , tic-tac)
As batidas do meu coração
aos passos do tempo.
Ele caminha mais rápido que eu.
Não o decifro,
aos poucos, me devora.

Tic Tac… Tum Tum
Tic Tac Tic …Tum
Tic Tac Tic Tac… T
                                             u
                                                              u  m…

A vida começou a relaxar comigo.
Deixou uns dois, três
 fios brancos de meus cabelos
sem retoques (meu Deus!)
No impulso
pensei arrancá-los.
Vã ilusão.

O que vai fazer de mim?
Rabiscar a minha pele?
Faça traços à lápis
para que eu possa apagar
quando for passear.
Tenho medo
de olhar no espelho amanhã.

E, tu, meu amor,
que me acompanha
e me consola,
também temo
um dia te buscar
e não mais te encontrar.
Eu te amo!

Marli Savelli

Devido o excesso de melancolia do dia de hoje, despejo um pouco de nostalgia por aqui… Saudades…

http://aquarioliterario.wordpress.com/2010/07/07/eu-34-anos-2/

Anúncios
Esse post foi publicado em Meus Rabiscos e marcado . Guardar link permanente.

4 respostas para Eu, 34 Anos

  1. velhomarujo disse:

    Salve nobre poetisa,

    E continuas a rabiscar como ninguém! Cara amiga, saudades de me deliciar com teus escritos, belos, magníficos. Digo-lhe, sinceramente, que teus 34 anos lhe proporcionaram o que a há de melhor na vida, a capacidade de sentir, pensar, registrar seus pensamentos. O privilégio de enxergar os seres (humanos ou não) como um todo, de enxergar as pessoas por dentro, o que há por detrás da superficial caricatura.

    Estive muito tempo longe, na verdade, por dentro, sempre permaneci por aqui, por estes acumulados de estórias, de idéias, poesias e sonhos. Por mais distante, jamais me afastei completamente da minha maior paixão. Escrever.

    E devido a este amor eterno que sinto por esta arte, que resolvi voltar e continuar a escrever meu legado a humanidade. Feliz. Mais ainda por saber que você e tantos outros que conheci neste mundo virtual das palavras, continuam a rabiscarem seus sonhos e devaneios das telas história.

    Deus lhe abençõe. O Velho Marujo voltou!

    Voltou para os braços do mar!

    Curtir

  2. Marli disse:

    Amigo…
    Obrigada pelas palavras confortantes.

    É, às vezes sentimos essa necessidade de se afastar da escrita mesmo, organizar as letras, sermos leitores, apenas…. mas tudo é uma questão de tempo, logo voltamos com toda paixão a nos entregar ao prazer de escrever…

    Seja bem-vindo de volta.

    Curtir

  3. viniciusvw disse:

    Estou sem palavras
    Escrita forte o suficiente pra mi deixar mudo.
    Dá pra perceber que isso saio diretamente do seu coração
    e isso não é fácil hoje em dia
    Parabéns

    Curtir

  4. Marli disse:

    vinivw…
    obrigada!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s