É PRECISO NÃO ESQUECER NADA – Cecília Meireles

16 09 2010

É preciso não esquecer nada:
nem a torneira aberta nem o fogo aceso,
nem o sorriso para os infelizes
nem a oração de cada instante.

É preciso não esquecer de ver a nova borboleta
nem o céu de sempre.

O que é preciso é esquecer o nosso rosto,
o nosso nome, o som da nossa voz, o ritmo do nosso pulso.

O que é preciso esquecer é o dia carregado de atos,
a idéia de recompensa e de glória.

O que é preciso é ser como se já não fôssemos,
vigiados pelos próprios olhos
severos conosco, pois o resto não nos pertence.


Ações

Information

5 responses

4 12 2010
orpheusss

Caros, acho que esse poema não é da Cecília Meirelles. Procurei em vários livros editados e não o encontrei. Mais uma falácia da internet?

9 04 2011
Liere

hola mscamp.wordpress.com!
Good post

18 04 2011
IrrattZef

hola mscamp.wordpress.com!

18 04 2011
IrrattZef

hello mscamp.wordpress.com!

18 04 2011
IrrattZef

hello mscamp.wordpress.com!

Good Article

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: