Sonho Verde

10 10 2010

SONHO VERDE

Um sonho brotou,
enraizou, entroncou,
se tornou árvore frutífera.
Suportou vendavais,
chuvas, raios e trovoadas.
Passou por primaveras e invernos.
Agora, a alegria fugiu do pomar.
Os frutos secaram,
As flores murcharam,
As folhas caíram.
O machado está posto
na raiz do tronco.
Só não sei se devo cortá-la.
O meu medo é perder o oxigênio.

Marli Savelli

Anúncios

Ações

Information

2 responses

10 10 2010
Guilherme de Almeida

Entendo!

Perdoe-me por estar tão distante de teus rabiscos, nos tempos que passaram estive extremamente sem tempo. Talvez o marujo se perdeu, deixou-se distrair e sair de sua rota. Mas, estou de volta. E nesta, digo-lhe que compartilho dos mesmos sonhos “verdes”, visualizo frutos maduros apodrecerem, árvores ressecarem e raízes serem cortadas. Talvez, estes sonhos verdes, sejam o motivo de reincorporar de minha dúbia identidade, por hora revolucionário, por hora apenas um velho navegante!

Exclamo! Anseio, tenho sede de frases sem pontos finais, apenas reticências e exclamações. Mas, deparo-me com a vontade de jogar tudo para o ar, parar de respirar, e cortar o tronco, deixar morrer a árvore, a esperança, a qual chamamos de sonho. Entretanto. Lembro-me das palavras do profeta, e trago a memória que há esperança para o ferido!

10 10 2010
Velho Marujo

Entendo!

Perdoe-me por estar tão distante de teus rabiscos, nos tempos que passaram estive extremamente sem tempo. Talvez o marujo se perdeu, deixou-se distrair e sair de sua rota. Mas, estou de volta. E nesta, digo-lhe que compartilho dos mesmos sonhos “verdes”, visualizo frutos maduros apodrecerem, árvores ressecarem e raízes serem cortadas. Talvez, estes sonhos verdes, sejam o motivo de reincorporar de minha dúbia identidade, por hora revolucionário, por hora apenas um velho navegante!

Exclamo! Anseio, tenho sede de frases sem pontos finais, apenas reticências e exclamações. Mas, deparo-me com a vontade de jogar tudo para o ar, parar de respirar, e cortar o tronco, deixar morrer a árvore, a esperança, a qual chamamos de sonho. Entretanto. Lembro-me das palavras do profeta, e trago a memória que há esperança para o ferido!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: