Vômito da Alma

6 12 2010

VÔMITO DA ALMA

Luz apagada.
Os olhos se abrem a iluminar.
Na cabeça, restos de ontem e hoje.
Sinto como se eu não tivesse
colocado o lixo para fora.
(Talvez o amanhã
se adiantou em desmoronar)
Desorientadas, como quem procura ar,
saem alvoroçadas
ao se deparar com a porta.
Não separei o orgânico do reciclável.
Coloque as luvas,
Está com as mãos no lixo.
Acendo a luz!

 Marli Savelli

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: