Desenterra

DESENTERRA

Cave o buraco
e traga de volta
O que o chão não devorou
Que o fogo não tornou cinza
E o vento não assoprou: __
O que não se perde
O que se repete
O nome que não se esquece…

Marli Savelli

*** Feliz 2012! ***

Anúncios
Esse post foi publicado em Poema e Poesia. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Desenterra

  1. Helena Frenzel disse:

    Belo e inteligente o seu poema, lindo bebê! Feliz 2012 pra você também.

    Curtir

  2. Este é o meu ‘bebesouro’ rs… Otimo 2012 pra todos nós, Helena! Obrigada,,,

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s