Arquivo da categoria: Meus Rabiscos

Meus Rabiscos

Glória da Última Casa Maior Que a Primeira

“A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o SENHOR dos Exércitos; e, neste lugar, darei a paz, diz o SENHOR dos Exércitos” (Ageu 2.9). Assim fala o SENHOR dos Exércitos: Este povo diz: Não veio … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Mensagens, Meus Rabiscos | Deixe um comentário

Está Bom de Sal?

ESTÁ BOM DE SAL? Sempre preferi salgado a doce Pode ser até um prato de canja – quente ou frio – desde que bem temperado Quando eu estou doce, opto pelo salgado. Quando salgada pelo doce. Uma forma de equilibrar o … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | 1 Comentário

Poesia e Amor Sem Gelo, Por Favor

POESIA E AMOR SEM GELO, POR FAVOR Não, eu nunca usei nenhum tipo de droga para escrever Poesia e Amor são os meus vícios Sim, sou alcoolotra! Dessas que se embriaga e não pensa no que fala Não fumo maconha … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | 3 Comentários

Arroz-com-Feijão e Letras

ARROZ-COM-FEIJÃO E LETRAS O arroz queimou, o feijão não atingiu o ponto. Desculpe-me, foi mera distração!… Pensa que é fácil cuidar do jantar, da casa, e ainda costurar coração?… Marli Savelli Publicado no Aquário Literário em 30/05/2011

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | 1 Comentário

Meu Mundo Madrepérola

MEU MUNDO MADREPÉROLA Parece até que eu não frequentei aulas de Geografia, Sinto-me tão desorientada com esta divisão – Américas, Europa, Ásia, África – Vai além das fronteiras do meu entendimento E não entender me faz crer que somos um … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | 1 Comentário

Certamente

CERTAMENTE Clarice Lispector, me entenderia Até parece que ela sou eu, eu sou ela! Talvez, apenas eu… Uma sonhadora debaixo do edredom Longe de holofotes e flashes Buscando nas linhas paradoxais o equilíbrio Certamente, posso levar a vida inteira para … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | 1 Comentário

Mais Nada

MAIS NADA Não quero mais pensar em flor Nem pensar em borboletas… Não quero mais  contar estrelas Nem contar nada para a lua… Tuas delicadas presenças me bastam Seguirei muda e sozinha… Não se sintam desprezadas por quem muito lhes cantou hospitalidade Sob os olhos radiantes, dar-lhe-eis beijos … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | Deixe um comentário

A Menina e o Lápis

A MENINA E O LÁPIS  O primeiro contato foi com o lápis, no estojo escolar Queria logo usar a lapiseira Mas de olho no estojo de maquiagem sobre a penteadeira Lápis de olhos, as pupilas, um pontinho no papel… Nas … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | 1 Comentário

Retrato no Livro

RETRATO NO LIVRO Leio os teus poemas como folheando um álbum de fotografia Ângulo perfeito nos encantos dos versos, nas cartas e outros tantos… Ao alcance dos nossos olhos o que os teus puderam contemplar… Romance, genealogia do clã, ideologia, ou filosofia … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | 1 Comentário

O Anel Que Tu Me Deste…

O ANEL QUE TU ME DESTE… “Muitas vezes, insistimos na pedra, pensando ser preciosa, e recusamos o ouro” Marli Savelli A partir do comentário de Roberto no post A PRÁTICA DE DEIXAR IR. O título foi inspirado na Cantiga de Roda: Ciranda, Cirandinha “Ciranda, … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | Deixe um comentário

A Porta Para A Vida

A PORTA PARA A VIDA Você me ressuscita? Do outro lado, quando Ele chamar “__ Lázaro, sai para fora!” Retire a minha pedra, as amarras, os retalhos… Desate os meus pés e as minhas mãos… Vida Vida Vida Vida Ainda … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | Deixe um comentário

Porque O Poema Não Morreu

PORQUE O POEMA NÃO MORREU A poesia atravessa séculos… Livres aos sóis e luas pelas florestas dos signos… Tigres tristes, circo aberto, amores encarnados… “__ O meu umbigo em você, amigo!” Passados trinta ou cem anos, enjaular é matar o … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | Deixe um comentário

Quando o Galo Canta

QUANDO O GALO CANTA O galo cantou essa noite, você escutou!?… É preciso coragem para ouvi-lo por três vezes! Não se preocupe porque… Deus sempre manda um anjo Deus sempre manda um anjo Deus sempre manda um anjo O dia amanheceu … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | Deixe um comentário

Enfim, [ver]sós!

ENFIM,  [VER]SÓS! Sou amante das Letras – é vício da língua – Querer te descobrir na cama Marli Savelli ENFIM,  [VER]SÓS! publicado no Aquário Literário em 17/04/2011

Avalie isto:

Publicado em Meus Rabiscos | Marcado com | Deixe um comentário