Deus É Maior

1 01 2016

tumblr_

DEUS É MAIOR


Deus criou a mulher e junto com ela criou a fantasia. Foi assim que uma vez a Verdade desejou conhecer um palácio por dentro e escolheu o mais suntuoso de todos, onde vivia o grande sultão Haroun Al­-Raschid. Vestiu seu corpo apenas com um véu transparente e pouco depois chegou à porta do magnífico palácio. Assim que o guarda apareceu e viu aquela bela mulher sem nenhuma roupa, ficou desconcertado e perguntou quem ela era. E a Verdade respondeu com firmeza:

— Eu sou a Verdade e desejo encontrar-­me com seu senhor, o sultão Haroun Al-­Raschid.
O guarda entrou e foi falar com o grão-­vizir. Inclinando­-se diante dele, disse:
— Senhor, lá fora está uma mulher pedindo para falar com nosso sultão, mas ela só traz um véu completamente transparente cobrindo seu corpo.
— Quem é essa mulher? — perguntou o grão-­vizir com viva curiosidade.
— Ela disse que se chama Verdade, senhor — respondeu o guarda.
O grão-­vizir arregalou os olhos e quase gaguejou:
— O quê? A Verdade em nosso palácio? De jeito nenhum, isso eu não posso permitir. Imagine o que ia ser de mim e de todos aqui se a Verdade aparecesse diante de nós? Estaríamos todos perdidos, sem exceção. Pode mandar essa mulher embora, imediatamente.
O guarda voltou e transmitiu à Verdade a resposta do seu superior.
A Verdade teve que ir embora, muito triste.
Acontece que…
Deus criou a mulher e junto com ela criou a teimosia. A Verdade não se deu por vencida e foi procurar roupas para vestir. Cobriu-­se dos pés à cabeça com peles grosseiras, deixando apenas o rosto de fora e foi direto, é claro, para o palácio do sultão Haroun Al-­Raschid.
Quando o chefe da guarda abriu a porta e encontrou aquela mulher tão horrivelmente vestida, perguntou seu nome e o que ela queria. Com voz severa ela respondeu:
— Sou a Acusação e exijo uma audiência com o grande senhor deste palácio.
Lá se foi o guarda falar com o grão-­vizir e, ajoelhando­-se diante dele, disse:
— Senhor, uma estranha mulher envolvida em vestes mal cheirosas deseja falar com nosso sultão.
— Como é que ela se chama? — perguntou o grão­-vizir.
— O nome dela é Acusação, Excelência.
O grão-­vizir começou a tremer, morto de medo:
— Nem pensar. Já imaginou o que seria de mim, de todos aqui, se a Acusação entrasse nesse palácio? Estaríamos todos perdidos, sem exceção. Mande essa mulher embora imediatamente.
Outra vez a Verdade virou as costas e se foi tristemente pelo caminho. Ainda dessa vez ela não se deu por vencida.
E isso por que…
Deus criou a mulher e junto com ela criou o capricho.
A Verdade buscou pelo mundo as vestes mais lindas que pôde encontrar: veludos e brocados, bordados com fios de todas as cores do arco­-íris. Enfeitou-­se com magníficos colares de pedras preciosas, anéis, brincos e pulseiras do mais fino ouro e perfumou­-se com essência de rosas. Cobriu o rosto com um véu bordado de fios de seda dourados e prateados e voltou, é claro, ao palácio do sultão Haroun Al-­Raschid.
Quando o chefe da guarda viu aquela mulher deslumbrante como a Lua, perguntou quem ela era.
E ela respondeu, com voz doce e melodiosa:
— Eu sou a Fábula e gostaria muito de encontrar­-me, se possível, com o sultão deste palácio.
O chefe da guarda foi correndo falar com o grão-­vizir, até esqueceu de ajoelhar-­se diante dele e foi logo dizendo:
— Senhor, está lá fora uma mulher tão linda, mas tão linda, que mais parece uma rainha. Ela deseja falar com nosso sultão.
Os olhos do grão­-vizir brilharam:
— Como é que ela se chama?
— Se entendi bem, senhor, o nome dela é Fábula.
— O quê? — disse o grão-­vizir, completamente encantado. — A Fábula quer entrar em nosso palácio? Mas que grande notícia! Para que ela seja recebida como merece, ordeno que cem escravas a esperem com presentes magníficos, flores perfumadas, danças e músicas festivas.
As portas do grande palácio de Bagdá se abriram graciosamente, e por elas finalmente a bela andarilha foi convidada a passar.
X
Foi desse modo que a Verdade, vestida de Fábula, conseguiu conhecer um grande palácio e encontrar-­se com Haroun Al­-Raschid, o mais fabuloso sultão de todos os tempos.
X
*Allah Hu Akbar! Allah Hu Akbar! : expressão árabe que, na tradição oral, anunciava que uma lenda seria contada a partir daquele momento. A tradução é “Deus é o maior!”




Não Há Lugar Melhor Que O Nosso Lar

29 06 2015

Trecho de Clip Musical retirado do filme “BOLT – O SUPER CÃO”

 “Não há lugar melhor que o nosso lar.” – em O Mágico de Oz [Dorothy]





Os números de 2014

30 12 2014

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2014 deste blog.

Aqui está um resumo:

O Museu do Louvre, em Paris, é visitado todos os anos por 8.5 milhões de pessoas. Este blog foi visitado cerca de 400.000 vezes em 2014. Se fosse o Louvre, eram precisos 17 dias para todas essas pessoas o visitarem.

Clique aqui para ver o relatório completo





8 08 2014

“Foi preciso um dia de blecaute para que a cidade visse que existiam estrelas”

– desconheço autoria





MONOMANIA – Clarice Falcão

13 02 2013





Vejo Enfim A Luz Brilhar (Clipe do Filme ‘Enrolados’)

14 01 2013

Rapunzel:
Tantos dias olhando das janelas
Tantos anos presa sem saber
Tanto tempo nunca percebendo
Como tentei não ver?
Mas aqui, a luz das estrelas
Bem aqui, vejo o meu lugar
Sim, aqui consigo sentir
Estou onde devo estar

Vejo enfim a luz brilhar
Já passou o nevoeiro
Vejo enfim a luz brilhar
Para o alto me conduz
E ela pode transformar
de uma vez o mundo inteiro
Tudo é novo pois agora eu vejo
É você a luz

Flynn:
Tantos dias, sonhando acordado
Tantos anos, vivendo a vida em vão
Tanto tempo nunca enxergando
as coisas do jeito que são
Ela, aqui,à luz das estrelas
Com ela aqui, vejo quem eu sou
Ela que me faz sentir que eu sei pra onde vou

Rapunzel e Flynn:
Vejo enfim a luz brilhar
Flynn:
Já passou o nevoeiro
Rapunzel e Flynn:
Vejo enfim a luz brilhar
Rapunzel:
Para o alto me conduz
Rapunzel e Flynn:
E ela pode transformar
de uma vez o mundo inteiro
Tudo é novo pois agora eu vejo
É você a luz
É você a luz





Rubem Alves, EU MAIOR

9 01 2013

Trechos da entrevista com Rubem Alves. Documentário EU MAIOR, sobre autoconhecimento e busca da felicidade.
http://www.eumaior.com.br