Arquivo da tag: Augusto dos Anjos

VERSOS ÍNTIMOS – Augusto dos Anjos

Vês?! Ninguém assistiu ao formidável Enterro de tua última quimera. Somente a Ingratidão – esta pantera – Foi tua companheira inseparável! Acostuma-te a lama que te espera! O Homem que, nesta terra miserável, Mora entre feras, sente inevitável Necessidade de … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Poemas e Poesias | Marcado com | Deixe um comentário

IDEALISMO – Augusto do Anjos

Falas de amor, e eu ouço e calo! O amor da Humanidade é uma mentira. É. E é por isto que na minha lira De amores fúteis poucas vezes falo. O amor! Quando virei por fim a amá-lo?! Quando, se … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Poemas e Poesias | Marcado com | Deixe um comentário

O – Biblioteca Domínio Público

O 15 e o 17 -Artur Azevedo O Abolicionismo -Joaquim Nabuco O adeus de Teresa -Antônio Frederico de Castro Alves O Alcaide de Santarém -Alexandre Herculano O Alforge da Boa Razão -Bruno Seabra O Alienista -Machado de Assis O Alienista … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Biblioteca Virtual | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

E – Biblioteca Domínio Público

É noite -Alberto Caeiro Écloga de Jano e Franco -Bernardim Ribeiro Édipo-Rei -Sófocles Eficiência Militar -Afonso Henriques de Lima Barreto Elbow-Room – A Novel Without a Plot -Charles Heber Clark Elefantes e Ursos -Artur Azevedo Elogio da vaidade -Machado de … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Biblioteca Virtual | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

MONÓLOGO DE UMA SOMBRA _ Augusto dos Anjos

Sou uma sombra! Venho de outras eras, Do cosmopolitismo das moneras… Pólipo de recônditas reentrâncias, Larva do caos telúrico, procedo Da escuridão do cósmico segredo, Da substância de todas as substâncias! A simbiose das coisas me equilibra. Em minha ignota … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Poemas e Poesias | Marcado com | 1 Comentário

PSICOLOGIA DE UM VENCIDO – Augusto dos Anjos

Eu, filho do carbono e do amoníaco, Monstro de escuridão e rutilância, Sofro, desde a epigênesis da infância, A influência má dos signos do zodíaco. Profundissimamente hipocondríaco, Este ambiente me causa repugnância… Sobe-me à boca uma ânsia análoga à ânsia … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Poemas e Poesias | Marcado com | Deixe um comentário