Arquivo da tag: Clarice Lispector

A Hora da Estrela

(…) Vejo agora que esqueci de dizer que por enquanto nada leio para não contaminar com luxos a simplicidade de minha linguagem. Pois como eu disse a palavra tem que se parecer com a palavra, instrumento meu. Ou não sou … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Textos e Trechos | Marcado com | Deixe um comentário

Clarice Lispector

Pois logo a mim, tão cheia de garras e sonhos, coubera arrancar de seu coração a flecha farpada. De chofre explicava-se para que eu nascera com mão dura, e para que eu nascera sem nojo da dor. Para que te … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Textos e Trechos | Marcado com | Deixe um comentário

Clarice Lispector

“Então escrever é o modo de quem tem a palavra como isca: a palavra pescando o que não é palavra. Quando essa não-palavra – a entrelinha – morde a isca, alguma coisa se escreveu. Uma vez que se pescou a … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Textos e Trechos | Marcado com | Deixe um comentário

Minidicionário Livre da Língua Portuguesa

Baixe o minidicionário da língua portuguesa, sem complicações, em PDF, neste endereço: http://hedraonline.posterous.com/minidicionario-livre-da-lingua-portuguesa O dicionário, coordenado pelo professor de filologia da USP, M.M. Santiago-Almeida, conta com mais de 35 mil verbetes e todos os seus vocábulos foram doados para o BrOffice.org … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Biblioteca Virtual | Marcado com , | Deixe um comentário

(…) Clarice Lispector

Ela uma vez vira uma amiga inteiramente de coração torcido e doído e doido de forte paixão. Então não quisera nunca a experimentar. Sempre tivera medo das coisas belas demais ou horríveis demais: e que não sabia em si como … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Textos e Trechos | Marcado com | Deixe um comentário

De FERNANDO SABINO para CLARICE LISPECTOR

  Nova York, 06 de julho de 1946. Clarice, Porisso (sic) não te posso mandar nenhuma palavra animadora. Digo apenas que não concordo com você quando você diz que faz arte apenas porque “tem um temperamento infeliz e doidinho”. Tenho … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Textos e Trechos | Marcado com , | Deixe um comentário

PENSAMENTO – Clarice Lispector

  “Eu te recebo de pés descalços: esta é minha humildade e esta nudez de pés é a minha ousadia.” Clarice Lispector

Avalie isto:

Publicado em Pensamentos | Marcado com | Deixe um comentário

UM DIA A MENOS – Clarice Lispector

“Eu desconfio que a morte vem. Morte? Será que uma vez os tão longos dias terminem? Assim devaneio calma, quieta. Será que a morte é um blefe? Um truque da vida? É perseguição? E assim é. O dia começara às … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Textos e Trechos | Marcado com | Deixe um comentário

SABEDORIA – Clarice Lispector

Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Textos e Trechos | Marcado com | 1 Comentário

SOBRE A ESCRITA – Clarice Lispector

Meu Deus do céu, não tenho nada a dizer. O som de minha máquina é macio. Que é que eu posso escrever? Como recomeçar a anotar frases? A palavra é o meu meio de comunicação. Eu só poderia amá-la. Eu … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Textos e Trechos | Marcado com | Deixe um comentário

A Lucidez Perigosa – Clarice Lispector

Estou sentindo uma clareza tão grande que me anula como pessoa atual e comum: é uma lucidez vazia, como explicar? assim como um cálculo matemático perfeito do qual, no entanto, não se precise. Estou por assim dizer vendo claramente o … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Poemas e Poesias | Marcado com | 1 Comentário