Arquivo da tag: Poema

Flor Estrangeira

FLOR ESTRANGEIRA Poema de Robindronath Tagore, do seu livro Purobi (1925), dedicado a Victoria Ocampo  Ó flor, flor estrangeira, quando te perguntei teu nome, abanaste a cabeça, brincando. E disse comigo: Que pode haver num nome? Pelo teu sorriso és … Continuar lendo

Avalie isto:

| Marcado com | 4 Comentários

Última Primavera

ÚLTIMA PRIMAVERA Poema de Robindronath Tagore, do seu livro Purobi(1925), dedicado a Victoria Ocampo  Antes que o dia termine, consente-me êste desejo: vamos colhêr flôres da primavera pela última vez. Das muitas primaveras que ainda visitarão tua morada, concede-me uma, … Continuar lendo

Avalie isto:

| Marcado com , | 2 Comentários

A Criança É Assim

A CRIANÇA É ASSIM Se a criança quiser, poderia voar agoramesminho ao céu.Mas por algo não se vai.Gosta tanto de deitar a cabeçinha no peitoda sua mãe e olhá-la e olhá-la sem descanso! A criança sabe uma infinidade de palavras … Continuar lendo

Avalie isto:

| Marcado com , | 1 Comentário

7o Anos da Morte de Tagore, Biografia

(Clique na imagem para ampliá-la) (Clique na imagem para ampliá-la) ☼ 07/05/1861 † 07/08/1941 O ÚLTIMO TRATO Certa manhã eu ia pela pedregosa estrada,quando com a espada na mão, chegou o Rei em sua carruagem.“Eu me vendo!”, gritei. O Rei … Continuar lendo

Avalie isto:

| Marcado com , , | 1 Comentário

Robindronath Tagore & Pablo Neruda

SÊ… Se não podes ser águia altiva nas nuvens,sê passarinho brincalhão no vale.Se não podes ser árvore,sê cana sóbria e ágil.Se não podes ser poderoso,sê homem simples e bom,alimentado de sorrisose cantos dos que ao teu lado vivem.A felicidade não … Continuar lendo

Avalie isto:

Publicado em Pablo Neruda | Marcado com , | 4 Comentários

Amor Pacífico e Fecundo

AMOR PACÍFICO E FECUNDO Não quero amor que não saiba dominar-se,desse, como vinho espumante,que parte o copo e se entorna,perdido num instante.Dá-me esse amor fresco e puro como a tua chuva,que abençoa a terra sequiosa,e enche as talhas do lar. … Continuar lendo

Avalie isto:

| Marcado com | 1 Comentário

Flor de Lótus

FLOR DE LÓTUS No dia em que a flor de lótus desabrochouA minha mente vagava, e eu não a percebi. Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida. Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim. Acordei do … Continuar lendo

Avalie isto:

| Marcado com , | 1 Comentário