Sanduíche

10 10 2010

SANDUÍCHE

Com boca macia de maionese
Devorou o amigo
Como quem come Hot Dog

Marli Savelli

Anúncios

Ações

Information

4 responses

10 10 2010
Velho Marujo

Ilário!

Simples. Como a alma de um poeta!

Marli,

Saudades de estar por aqui. Nossa, minha vida virou do avesso, mudei de residência, moro sozinho agora, e como homem que sou, estou tentando sobreviver (lavar, passar, cozinhar…). Agora entendo por que minha mãe reclama quando deixava as meias no chão do quarto. Realmente esse negócio de arrumar casa da trabalho (risos).

Espero voltar a escrever e a postar minhas cartas sem destino.

Saudades cara amiga! Parabéns por nunca reter o talento que Deus lhe deste.

11 10 2010
Marli

Olá, meu amigo! Eu posso entendê-lo e muito bem, não se preocupe. Venha quando puder e sentir vontade, as portas estão abertas!

Eu tbm estou tomando de gole, aos poucos, e mesmo em pequenos tragos, parece que a garrafa de água já está esvaziando, e vejo muitas delas jogadas no canto sem serem repostas.

Quanto aos meus textos, em sua maioria, são figurativos, e muitos, talvez, de difícil compreensão, podendo até passar uma idéia diversa ao pretendido, pois cabe a ele várias faces, e eu respeito a visão, a forma que interpreta, o leitor, mas este vou explicar:

BOCA MACIA – tem lábia
DEVOROU O AMIGO – traiu o amigo
HOT DOG (cachorro quente) o cão é o símbolo da amizade (amigo fiel).

Saudades!

Grande abraço, que Deus abençõe!

11 10 2010
Velho Marujo

Esplêndido!

Eu que julgava-me um bom metafórico poeta, vejo-me como iniciante.

No entanto, quando digo, ilário. Não digo pelo não fato em si, mas pela capacidade que os poetas têm em transformar tristeza em fantasia, brincando pela liberdade interpretativa da psique dos leitores. Claro que um cachorro entre duas fatias de pão, não soa como a coisa mais comum do mundo. Mas, por me considerar um “fazedor” de metáforas, me surpreendo quando textos alheios conseguem dar um nó em minha mente, confundir-me, provocar meu senso analítico ao extremo.

E se você conseguiu, em um pequeníssimo texto, confundir-me, quão bom saber que errei na interpretação, isto é sinal que por mais conhecedores da arte, a mente do artista jamais poderá ser estereotipada, já que está é unica e complexa por natureza, este é o triunfo, o presente do Criador. Ele nos deu capacidade intelectual ilimitada, onde por mais simples que pareça, nossas idéias e pensamentos são singulares.

Parabéns! Espero, sinceramente, que possas dar outras voltas em minha mente! Pois, não a nada mais chato neste mundo do que a previsibilidade. Que Deus a conserve assim. Imprevisível!

12 10 2010
Marli

Você é um ótimo interpretador de metáforas, pode acreditar, sempre contribuindo com excelentes comentários. É prazeroso saber o que se passou pela mente do leitor e quais foram suas idéias a partir do direcionamento do poeta.

“O Universo não é uma idéia minha.
A minha idéia do universo é que é uma idéia minha.
A noite não anoitece pelos meus olhos,
A minha idéia de noite que anoitece por meus olhos.
Fora de eu pensar e de haver quaisquer pensamentos
A noite anoitece concretamente
E o fulgor das estrelas existe como se tivesse peso” (Fernando Pessoa)

Eu não diria que tenha errado na interpretação, de forma alguma, só aproveitei seu comentário para expor as significações das metáforas propostas por mim. Muitos dos textos sugerem sentidos dúbios, ou dá margem às diferentes interpretações, por isso digo que cabe aí a subjetividade, seria o encontro de suas idéias com as minhas figuras apresentadas.

Obrigada pelo retorno, foi enriquecedor!

Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: